artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

A arte do conto na política
Paulo Tedesco

Que conto maravilhoso foi esse o da recente eleição norte-americana de 2016. Apesar de toda a informação disponível na atualidade, de todo o jogo e troca de opiniões entre grandes empresas e governos no globo, o candidato mais improvável, da mais rica e armada nação, se elegeu sem deixar espaços para questionamentos e recontagens.

Como gosto de me utilizar de um exemplo da literatura para compreender o que ocorre na política, percebi que o gênero literário do conto, era o que me parecia o mais próximo para ajudar com os estranhos mecanismos que nos governam. Aliás, gosto muito da frase, “a vida invariavelmente imita a arte”, e nada mais apropriado nessa hora, me pareceu, do que pensar sobre o que a arte da literatura estaria a nos ensinar.

O conto literário, ou a história curta, se distingue dos demais gêneros como a crônica e o romance, pelo seu reduzido tamanho, pela contrição de tempo e espaço, mas principalmente pela história cifrada, por uma segunda história, numa espécie de rio subterrâneo, que em algum momento deverá aflorar ao longo da história visível e primeira.

E assim foi, ao que tudo indica, o caso dessa curiosa eleição, pois enquanto o que nos chegava até o derradeiro instante eleitoral estava a contar uma história recheada de detalhes, inclusive ao vivo e a cores – de repente, com toda a tensão possível digna de um excelente conto, eis que surge o totalmente inesperado: a eleição impensada do republicano bilionário, e muito estranho, Donald Trump.

Nesse momento, então, que percebi que o rio subterrâneo da política, como no de um bom conto, se realizava na imprensa e nas redes sociais e aos olhos do mundo. Num claro sinal de que temos ainda muito que aprender com a literatura para depois pensar na vida.


10/11/2016

Compartilhe

 

Comentários:

Muito bom o conto que está mais para crônica.
osvandir.blogspot.com.br
Manoel Amaral, Divinópolis-MG 11/11/2016 - 09:50

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "191707" no campo ao lado.
 
  

 

  Paulo Tedesco

É escritor de ficção, cronista e ensaísta, atua como professor e desenvolvedor de cursos em produção editorial e consultoria em projetos editoriais, também como orientador em projetos de inovação em diferentes setores. Trabalhou nos EUA, onde viveu por cinco anos, nas áreas de comunicação impressa, indústria gráfica e propaganda. É autor dos livros Quem tem medo do Tio Sam? (Fumprocultura de Caxias do Sul, 2004); Contos da mais-valia & outras taxas (Dublinense, 2010) e Livros: um guia para autores (Buqui, 2015). Desenvolveu e ministra o curso de Processos Editorais na PUCRS e coordena o www.consultoreditorial.com.br atendendo autores e editores. Pode ser acompanhado pelo seu site, pelo Facebook ou pelo Twitter.

www.consultoreditorial.com.br

paulotedescoescritor@gmail.com
www.paulotedesco.com.br/
https://www.facebook.com/paulotedescoescritor?ref=bookmarks


Colunas de Paulo Tedesco:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural