artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Releitura Literária para crianças – parte 1
Cláudia de Villar

Trazemos aqui hoje para reflexão dos leitores as releituras literárias para as crianças. Sabemos que existem livros ditos para adultos ou jovens que possam trazer um novo olhar sobre o mesmo tema discutido. Sobre esse método ou essa vertente não creio que haja maiores problemas, pois não se trata de plágio, mas um novo olhar, uma nova forma de ver o mesmo assunto. Dessa forma, assassinatos, abandonos, traição, rebeldia e assim por diante, são contados e recontados de diferentes jeitos, estilos e formas. As histórias de vampiros que digam!

Mas tudo isso pode ser um fator agregador no que diz respeito à reflexão sobre um determinado tema, pois leva o leitor a discutir as diferentes possibilidades sobre um assunto. Porém, o que acontece quando temos essa prática na literatura infantil? Lá na base, onde estamos formando leitores e cidadãos aptos a refletir sobre o mundo que o cerca?

Em cima desse fato abordaremos hoje, já que estamos no mês em que se comemora a consciência negra (20/11), duas obras infantis que chegaram às escolas através do programa FNDE (Fundo Nacionalde Desenvolvimento da Educação)- PNBE (Programa NacionalBiblioteca da Escola), Ministério da Educação e que abordam discriminação racial: A ovelha Negra da Rita, Silvana de Menezes e Nerina – a ovelha negra, Michele Iacocca, Edições MMM e Editora Ática, respectivamente. Duas obras sem palavras. Duas obras somente de imagens. Dois livros que induzem os leitores mirins a refletirem acerca da discriminação e da socialização entre os seres. Trazendo o chavão “ovelha negra”, ambas as obras fazem uma releitura sobre essa expressão tão carregada de preconceito e, através das singelas ilustrações, o leitor mirim percebe que a solidariedade deve prevalecer ao medo e ao preconceito. Obviamente, que nesses casos de releituras, devemos ter muita atenção, para que o efeito não seja o contrário e, assim, dar ao leitor a impressão de que a discriminação racial ainda é vista como algo em que a literatura infantil consegue tratar apenas através de expressões estigmatizadas como as ovelhas negras, alvos de perseguições e desprezo numa sociedade. Por isso, há que se ter um trabalho delicado nesse momento por parte do adulto que conduzirá essa leitura de imagens.

Deixamos aqui um convite para a leitura visual dessas duas obras que, certamente, tocarão os corações dos pequenos e dos maiores leitores.

Por fim, fica a mensagem de que uma releitura pode ser feita sem palavras, mas com sentimento, sem se tornar aborrecida, ou cansativa, mas mostrar que podemos enxergar além do apenas ver.


18/11/2015

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "222805" no campo ao lado.
 
  

 

  Cláudia de Villar

Cláudia de Villar é professora, escritora e colunista. Formada em Letras pela FAPA/RS, especialista em Pedagogia Gestora e em Supervisão Escolar pelo IERGS/RS, também atua como colunista de site literário Homo Literatus e Jornal de Viamão do RS, além de ser pós-graduanda em Docência do Ensino Superior (IERGS/RS). Escreve para diversos públicos. Desde infantil até o público adulto. Passeia pela poesia e narrativas. Afinal, escrever faz parte de seu DNA.

claudiadevillar@yahoo.com.br
claudiadevillar.blogspot.com/
www.facebook.com/claudia.devillar


Colunas de Cláudia de Villar:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural