artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

“Dá para responder a entrevista desenhando?”
Leonardo Pujol

As paredes da casa de Marisa Grahl fazem jus a dona que tem. Parecem um verdadeiro museu de arte. Por todos os lados são quadros, telas, painéis, fotos. Até seu netinho, Samuel, acusou o dom que parece estar no DNA da família: se encontrar uma canetinha à solta, ele sai rabiscando as paredes (tsc, tsc). Talvez por presenciar a avó desenhando, vira e mexe. Mas tudo bem. Artista visual formada pela UFRGS, hoje ela divide seu tempo entre a família, à profissão e o hobby. Aos 52 anos, trabalha com fotografia, fazendo books e cobrindo eventos. Nesta entrevista feita por e-mail à UniRitter ela fala sobre o início de sua carreira e das adversidades do dia a dia – tanto artístico quanto profissional. “Dá para responder a entrevista desenhando? Sabe que artista adora desenhar, né?”, me alerta ela, entre risadas. A entrevista, não em desenho e sim datilografada, você acompanha a seguir:

O que você faz?

Eu me formei em bacharelado e licenciatura em Artes Visuais pela UFRGS no período de 2000 a 2009. Fiz ênfase em Pintura, mas também trabalhei bastante o Desenho e a Fotografia, no que trabalho atualmente como artista e profissional.

Como foi o início de sua carreira? 

Desde bem pequena já amava as tintas, desenhos e lápis. No decorrer dos anos fui para o desenho arquitetônico na escola e trabalhei nisso, e foi um pulo para o desenho mecânico também. Fiz alguns cursinhos como o de Aquarela e desenho livre. Depois que casei e os filhos cresceram, entrei na vida acadêmica das Artes. Foram anos difíceis e doces! Muita pesquisa e experimentação. Logo surgiram algumas oportunidades de expor o meu trabalho com colegas. Passei a integrar um Atelier de Arte formado por um pequeno grupo que se mantém até hoje.

Houve dificuldades iniciais? Como conseguiu viabilizar seu trabalho?

Dificuldades existem sempre, mas a persistência no que faço é o que viabiliza o meu trabalho. Nunca desistir, questionar sempre, aprender a receber "não’s" e não se emocionar demais com os "sim’s". Atualmente estou num projeto onde meu objeto de pesquisa são portas. Ele começou em 2008 e se estende até agora. 

Como é a sua equipe de trabalho?

Muito importante para o artista é integrar um grupo. O alcance é bem maior e as coisas fluem com mais facilidade do que batalhar sozinho. Gosto de criar, editar fotos ou pintar bem sozinha. Mas faço parte de um Atelier e de uma Fundação de Arte, composta por vários artistas.

Você se dedica integralmente a esse seu trabalho?

Hoje dedico metade do meu tempo à minha produção artística e outra metade para minha profissão, que estão de mãos dadas por serem relacionados à Fotografia.


28/11/2014

Compartilhe

 

Comentários:

Grande artista, grande mulher! Amo!
Debbie, Sydney-Australia 29/11/2014 - 10:31

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "435405" no campo ao lado.
 
  

 

  Entrevistas

As entrevistas publicadas no portal Artistas Gaúchos são feitas pela equipe do portal, mas se você deseja enviar uma entrevista, entre em contato com o editor do portal.

editor@artistasgauchos.com.br


Colunas de Entrevistas:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural