artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Música

Pouca vogal: a menor banda do rock gaúcho
Rafaela Ely

De um lado o colorado Duca Leindecker. Do outro o gremista Humberto Gessinger. Os músicos são só dois, mas os instrumentos são vários: Violão de aço, guitarra e guitarra semiacústica (que Leindecker toca com as mãos), bombo leguero e pandeiro (que toca com os pés), violões de aço e de nylon, viola caipira e piano (Gessinger, com as mãos), harmônica (Gessinger, com a boca) e baixo e cordas (Gessinger, com os pés). Esse é o Pouca Vogal, projeto dos líderes das bandas Cidadão Quem (que beira os 20 anos de estrada) e Engenheiros do Hawaii (com quase 25 anos). As oito músicas do duo estão disponibilizadas no site www.poucavogal.com.br. São quatro composições do Gessinger, uma do Leindecker e três feitas em parceria.

Nos dias 11, 12 e 13 de março de 2009, aconteceu a gravação do CD e DVD da dupla no Teatro do CIEE, em Porto Alegre. As apresentações contaram com a participação da orquestra Poa Pops, sob a regência do maestro Cordella e de Luciano Leindecker, irmão do Duca e baixista da Cidadão Quem. A previsão de lançamento desse material é para junho.

Artistas Gaúchos - Quando vocês começaram a pensar o Pouca Vogal?           
Humberto Gessinger - Eu estou sempre pensando em música, buscando o ambiente que as canções pedem. Não sei dizer quando me veio pela primeira vez a idéia de um duo. Faz muito tempo, antes mesmo dos EngHaw. Um papo embrionário com o Duca rolou quando mixei a demo do CD Novos Horizontes no estúdio dele.
 
Como está ficando o CD e o DVD?
Está ficando muito melhor do que eu imaginava. Duca é craque no estúdio, e no teatro mandamos bem, com ajuda de uma galera de fé. Houve uma conjunção de fatores técnicos e emocionais na gravação difícil de acontecer. Para os extras há várias idéias, mas ainda não definimos. Um quadro não é só luz, é luz e sombra. Menos pode ser mais.
 
Vocês pretendem lançar mais músicas do Pouca Vogal?

Eu pretendo mergulhar cada vez mais.

Até quando vocês pretendem levar esse projeto?
Vamos levar o projeto o tempo que eles nos levar. Enquanto ele pulsar esteticamente. O artista é um peregrino, sem muito poder sobre seu destino. O Duca pode voltar com o CQ, pode pintar o Pouca Vogal Turbo, eu posso ir pro interior tocar gaita embaixo duma árvore ou fazer as pazes com o sol e virar pescador.  E tudo isso pode acontecer ao mesmo tempo.

Algumas das canções foram compostas pela internet, certo? Como foi esse processo?
Se fosse para resumir, eu diria que Duca mandava melodias e eu escrevia letras. Na verdade, ele mandava vídeos que eu os legendava. Mas compusemos de várias outras formas também, pois ambos escrevemos letra e música.
 
Como foi feita a seleção das músicas da Cidadão e dos Engenheiros para a gravação do DVD?
Para mim, o centro do trabalho são as músicas novas. As regravações são chaves de leitura para entrar no universo deste duo. Não é um formato usual. As músicas dos EngHaw e da CQ talvez acelerem a compreensão. Por isso não buscamos o Lado B das bandas. PV é o lado B.
 
Porque tocar com uma orquestra? E porque a PoaPops?
Sempre é bom tocar com orquestra. Infelizmente nem sempre é possível. O Duca já tinha trabalhado com a PoaPops. Não é simples trafegar entre clássico e popular. Os PoaPops fazem isso muito bem.
 
Vocês vão sair para o Brasil com esse show?
Espero que sim. Me surpreendi quando vi que a cidade com maior número de acessos ao site PV não era PoA. Acho que teremos uma estrada longa no tempo e no espaço.

Como é tocar com o Duca?
Conviver com o Duca é a coisa mais fácil do mundo. Eu gostaria de ser assim. Talvez na próxima encarnação... Música é só uma das consequências externas do que somos lá dentro.

No site do PV tu falas em uma "possível comemoração dos 25 anos” dos Engenheiros. O que se pode esperar?
Natural que comecem a falar nos 25 anos. Relançaram o Longe Demais das Capitais em vinil. Vai sair uma caixa com CDs e um DVD inédito. Eu gostaria de comemorar, mas não como aniversariante: como convidado. Sem apagar velinhas. Nunca comemorei meus aniversários por serem na véspera do natal, talvez seja por isso.  Trabalhei numa versão PV do Longe Demais das Capitais. Talvez ele seja o disco menos PV dos EngHaw. Talvez aí esteja a graça do exercício. Talvez fique só no exercício. Talvez. Eu sou só um cara pré-MTV vivendo num mundo pós-MTV. Se ao menos uma pessoa em ao menos um show sentisse o que eu senti quando vi Egberto Gismonti, Athaualpa Yupanqui, Roger Waters, Astor Piazzolla... seria a grande comemoração. Eu vi estes caras fazerem o palco flutuar pelas noites de PoA.

O PV vai gravar "She Came in Through the Bathroom Window”?
Sim Está superlegal. Com viola caipira. Bacana que não seja uma das canções mais conhecidas dos Beatles. 


30/04/2009

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "495212" no campo ao lado.
 
  

 

  Entrevistas

As entrevistas publicadas no portal Artistas Gaúchos são feitas pela equipe do portal, mas se você deseja enviar uma entrevista, entre em contato com o editor do portal.

editor@artistasgauchos.com.br


Colunas de Entrevistas:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural