artistasgauchos

 

 

 

Acessos desde
nov/2007: 2629337

 

 

Loja Virtual :: CDs ou DVDs

DVD Tributo a Leo Schneider - 100 anos
(de Leandro Spencer Chaves)

DVD Tributo a Leo Schneider - 100 anos

Indicado ao 20.º Prêmio Açorianos de Música - categoria: DVD do Ano

A obra de Leo Schneider tem uma importância ímpar na história da música do RS e do Brasil. Não utilizo a palavra ímpar como recurso retórico de ênfase, mas com sentido próprio. Por que? Salvo melhor juízo, a incursão criativa de Leo Schneider na arte da composição é única, na extensão em que seus contemporâneos trilhavam outros caminhos que vão do pré-modernismo à contemporaneidade. O enigmático de sua obra está em que este compositor apropria-se de recursos de composição de uma ampla gama estética que vai de Haydn (sua paixão) até os românticos e os primeiros modernos e cria livremente a partir dela. E ele o faz com domínio magistral.

Posso citar alguns aspectos: homofonias narrativas (melodia acompanhada); polifonia vocal-instrumental (contraponto estrito); contraponto imitativo (fugatos) como recurso expressivo de tratamento de texto; formas binárias circulares; formas ternárias, com o plano de sonata como pano de fundo; técnica de recitativo em si e como ligação entre partes. A todos, confere harmonia de livre invenção, remetendo-se muitas vezes a escalas de outras culturas, com intenção de ambientar dados do texto em foco. Para este último caso vem-me à memória, certa melopéia do oratório “Jesus Nazareno" em solo de oboé com acompanhamento de cordas, que antecede à pergunta de Maria ao menino Jesus (que está no templo), e cujo texto é "Filho, por que procedeste assim conosco? Teu pai e eu te procurávamos aflitos".

Neste sentido, sua experiência musical de regente, pianista e organista, seus estudos da arte da música, proporcionaram-lhe o conhecimento de um vasto repertório que, pelo que entendo, passou a fazer parte do seu imaginário musical e servir à sua arte de compositor.

Quando escutamos as obras de Léo e/ou lemos suas partituras, chama atenção seu profundo conhecimento da tradição e da música de outras culturas, atributos menos comuns entre alguns de seus contemporâneos brasileiros.Em obras de cunho religioso e especialmente nos Oratórios, Léo Schneider cumpre a tradição do compositor que é legitimado pela comunidade para a qual cria as suas obras – como ocorria, por exemplo, com J. S. Bach. Neste sentido, Léo também revela posição ímpar em relação a seus contemporâneos. Sob este olhar histórico-social-cultural-antropológico, específico, Léo Schneider andou na contramão de muitos de seus contemporâneos que, diferentemente, declararam-se, a si mesmos, como compositores, legitimando-se, assim, como tal – atitude, aliás, corrente nas artes da modernidade.

Vale salientar que este fenômeno de oposição - legitimação pela comunidade e reconhecimento público versus auto-legitimação – constitui-se em um dos candentes objetos de estudo de historiadores e críticos de arte de hoje.

Na minha modesta opinião de músico e professor, os motivos aqui expostos são suficientes para sugerir que seja a obra de Léo Schneider estudada pela Musicologia Histórica, de forma aprofundada e completa.

Flávio Oliveira

Valor (com entrega incluída): R$ 35,00


Produtos relacionados


DVD Registros Anne Schneider

DVD Registros Anne Schneider
(CDs ou DVDs)

R$ 35,00

Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural