artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Literatura

Letras & Ilustrações: Parceria ou Desavença?
Cláudia de Villar

Há algum tempo os livros fizeram uma parceria com as ilustrações. Hoje, livros infantojuvenis, principalmente, surgem carregadinhos de desenhos coloridos, ou preto e branco, colorindo não apenas o objeto livro, como a cabeça dos leitores.

Não há como negar que a aparência final dos livros ganhou um ‘Q’ de glamour. Antigamente, as ilustrações eram mais escassas, as palavras exigiam do leitor uma viagem. Ou seja, o leitor lia e imaginava como seria aquela cena ou aquela personagem. Hoje, há livros que pouco exigem da imaginação do leitor. Vem tudo pronto. E assim surgiu a desavença.

De um lado temos leitores que preferem livros coloridos e ilustrados. Quanto mais figura melhor! De outro temos autores enlouquecidos com essa ‘nova norma’ do livro infantojuvenil. E a palavra? Não vale por si só? Temos também o valor final da obra. Quanto mais figuras mais caro fica o livro. Porém, assim como o escritor, o ilustrador também tem direito à remuneração de seu trabalho.

Mas quanto é importante uma ilustração num livro? O que acrescenta um desenho entre as palavras e letras? Qual é o resultado final que um escritor espera ao escrever um livro? Quer que comprem seus livros pelas palavras ou pelas ilustrações. Afinal, existem muitas pessoas que compram livros por causa das ‘figuras’.

Na época dos grandes e imortais escritores, as ilustrações eram escassas e as palavras transbordavam de sentido. Hoje, podemos perceber sentido nos desenhos. Existe a leitura das imagens e com ela podemos produzir conceitos e significados acerca desses desenhos.

Mas ao voltarmos ao assunto preço final da obra há também aquele momento em que o escritor paga o ilustrador (independente da venda ou não dos livros), paga a editora e fica à espera da venda do livro para enfim ter o retorno do que gastou e... O lucro! Então surge a vontade (e nesse$$idade) em se produzir um livro com poucas ou nenhumas ilustrações. Mas se os leitores preferem mais livros ilustrados, a venda fica mais fácil com os desenhos nas obras e assim se cria um círculo vicioso. O escritor precisa vender, o leitor quer desenhos e o ilustrador vai cobrar antes da venda! E agora, como fica a relação escritor X ilustrador?

Por fim, pode-se dizer que um completa o outro? Entre escritores e ilustradores há parceria ou desavença?


27/08/2014

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "471205" no campo ao lado.
 
  

 

  Cláudia de Villar

Cláudia de Villar é professora, escritora e colunista. Formada em Letras pela FAPA/RS, especialista em Pedagogia Gestora e em Supervisão Escolar pelo IERGS/RS, também atua como colunista de site literário Homo Literatus e Jornal de Viamão do RS, além de ser pós-graduanda em Docência do Ensino Superior (IERGS/RS). Escreve para diversos públicos. Desde infantil até o público adulto. Passeia pela poesia e narrativas. Afinal, escrever faz parte de seu DNA.

claudiadevillar@yahoo.com.br
claudiadevillar.blogspot.com/
www.facebook.com/claudia.devillar


Colunas de Cláudia de Villar:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural