artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Elton Saldanha: Um cavaleiro do mundo
Entrevista

O premiado músico nativista narra as aventuras com o grupo Cavaleiros da Paz

Por KYANE SUTELO

Com mais de 300 prêmios de festivais tradicionalistas nacionais e internacionais, o itaquiense Elton Saldanha também coleciona muitas histórias. Mais de 50 anos depois, o menino, que começou a compor com um violão de madeira e fios de pesca, é um ícone da música nativista do Rio Grande do Sul. Amante da cultura gaúcha, ele ainda integra a diretoria do Cavaleiros da Paz, um grupo que desbrava o mundo a cavalo, trocando experiências com outros povos. Elton conversou com o Unimundo e contou detalhes das cavalgadas e dos próximos projetos.

Kyane – Como surgiu o projeto Cavaleiros da Paz?
Elton Saldanha - O Cavaleiros da Paz é um projeto criado dentro do instituto folclórico, no fim da década de 80. Eu, o Nico Fagundes e o Rodi Borghetti, que éramos da direção, resolvemos aceitar o desafio de um alegretense, de realizarmos cavalgadas em outros países, pois percorríamos apenas Porto Alegre e o litoral. Hoje, o grupo já tem mais de 20 anos de cavalgadas bem ousadas, como as de Portugal, Bolívia, Chile, Canadá e África. Temos, inclusive, a honraria de Grupo Consular do Rio Grande do Sul.

Kyane – Qual foi a cultura mais receptiva?
Elton Saldanha - Pelos aspectos culturais nativos e pela maneira histórica foi da África, pois lá cavalgamos com africanos de origem europeia e nativos, e eles nos receberam com rituais e festas que foram de emocionar.

Kyane – Tem alguma história marcante de alguma das cavalgadas?
Elton Saldanha - A historia mais forte aconteceu na Cordilheira dos Andes, quando o guia insistiu em atravessar em um lugar impróprio e dois cavalos ficaram presos em uma areia movediça. Nós nos sentimos impotentes, pois com o 0º da noite, os animais morreriam congelados. Um cavaleiro propôs que tirássemos os cavalos com as mãos, mas quando entramos, eles se batiam apavorados, enterrando-se cada vez mais. Alguém decidiu tirar os arreios e produzimos uma espécie de corda. Neste momento os cavalos, cansados, se deitaram e conseguimos tirá-los, após 3 horas. Isso demostrou a união do grupo.

Kyane – Como é a relação dos povos com os cavalos?
Elton Saldanha - Nós notamos que todos os povos antigos tem a equitação como referência em sua cultura, e ainda se identificam com o cuidado, criação e convívio com o animal. Apesar de sermos diferentes, cabe a nós respeitarmos as maneiras de cavalgar de todos os países, durante a estadia.

Kyane – Qual a expectativa para a próxima cavalgada?
Elton Saldanha - Talvez seja a mais ousada até então. Na Mongólia (Ásia) todas as tribos se locomovem a cavalo e para nós vai ser um desafio visitar um local onde a cultura do cavalo é a maneira contemporânea de eles transitarem.


16/07/2014

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "064512" no campo ao lado.
 
  

 

  Entrevistas

As entrevistas publicadas no portal Artistas Gaúchos são feitas pela equipe do portal, mas se você deseja enviar uma entrevista, entre em contato com o editor do portal.

editor@artistasgauchos.com.br


Colunas de Entrevistas:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural